O Papel dos Campos Biomagnéticos em nosso corpo e nossa vida

Magnetismo



Algumas terapias holísticas são baseadas no equilíbrio de diferentes centros energéticos ou vórtices de energia do corpo. Esses vórtices são formados onde há cruzamentos de meridianos com fluxo eletromagnético em nosso corpo. Esse fluxo gera correntes de carga elétrica e campos magnéticos. Eu os chamo de campos biomagnéticos. Alguns os chamam de aura e chakras, outros de luz, outros de prana, outros de Chi. Para melhor compreender o papel dos campos biomagnéticos ou campos de energia sutil nas nossas vidas é importante ressaltar que o « reino físico » é somente uma pequena parte de nossa realidade multidimensional. Os campos de energia sutil podem influenciar diretamente em todas as dimensões da realidade. Considero que todos os processos de energização, de manipulação e de equilíbrio dos campos biomagnéticos passam diretamente pela energia (campos eletromagnéticos com vibrações e frequências específicas). De fato, nossas ações, sentimentos, pensamentos e igualmente todos os acontecimentos passam igualmente pela energia. Efetivamente, dentro do universo e suas diferentes expressões, tudo passa pela energia.

A ciência de hoje já utiliza modelos levando em conta a energia. William Tiller, professor da Universidade de Stansford, elaborou um modelo interessante que eu gostaria de apresentar. Segundo William Tiller, a medicina tradicional e as ciências ocidentais consideravam que o « funcionamento » dos seres vivos seria dado pela sequência seguinte de reações:

FUNÇÃO ↔ ESTRUTURA ↔ QUÍMICA

A causa dos problemas funcionais seria atribuída às anomalias estruturais do sistema, produzidas por desequilíbrios químicos.

Ultimamente, a ciência estuda também as interações entre os estados químicos e os campos eletromagnéticos. Na realidade, as ligações são complexas e a melhor maneira de conectar os diferentes fatores da equação seria uma rede conectando todos eles. Contudo, apresentamos aqui um modelo bem simplificado e mesmo cartesiano por motivos didáticos. Apesar da seqüência seguinte não incluir a complexidade pela qual os campos eletromagnéticos afetam o metabolismo celular, podemos levá-la em consideração para descrever o « funcionamento » dos seres vivos:

FUNÇÃO ↔ ESTRUTURA ↔ QUÍMICA ↔ CAMPOS ELETROMAGNÉTICOS

Mas esta equação não considera os efeitos mentais, quer dizer, a influência da mente sobre o corpo. Em efeito, os estudos de técnicas de Biofeedback demonstram que a mente influencia o « funcionamento » do corpo. Por outro lado, a psicoterapia demonstrou que certos tratamentos químicos podem influenciar os estados mentais e vice versa. Diríamos então que outros campos, de natureza um pouco obscura, não determinados, podem Ter um papel dentro dessa reação em cadeia. Chamaremos esses campos de campos de energia sutil. Então representaremos melhor o organismo vivo pela seguinte equação:

FUNÇÃO ↔ ESTRUTURA ↔ QUÍMICA ↔ CAMPOS ELECTROMAGNETICOS ↔ CAMPOS DE ENERGIA SUTIL

Um desequilíbrio qualquer, não importando em qual nível (parâmetro) desta equação, desenvolve também um desequilíbrio no nível vizinho. Isso provoca uma reação em cadeia. Os terapeutas alternativos reequilibram os campos de energia para regular a fisiologia celular. Então a ordem é restaurada a partir de um nível mais elevado do funcionamento humano. A harmonização do campo energético é então um meio de tratar o paciente buscando sempre equilibrar o todo.

Dentro desta mesma visão holística, nós não podemos separar a razão, as ações, a energia e as emoções. Seguindo essa idéia, é preciso entender que cada ação é portadora de uma energia, de um pensamento e de um sentimento estando todos interligados, já que não existem separações. Tudo faz parte de um todo.

Antes a ciência não aceitava essa concepção. Ela considerava que as emoções e a razão eram coisas que não se misturavam. Geralmente, dentro dessa antiga concepção da ciência, os mecanismos da razão eram de um setor distinto do funcionamento mental onde as emoções não poderiam penetrar. Um pesquisador chamado Damasio não concordava com essa idéia. Suas pesquisas colaboraram muito para a mudança dessa concepção.

Damasio combatia a concepção dualista de Descartes segundo a qual o espírito seria distinto do cérebro e do corpo. Descartes, no Discours de la Méthode (1637) utiliza como modelo os mecanismos de relojoaria para explicar os processos biológicos. Descartes acreditava que conhecendo-se as partes, conheceria-se o todo. Este modelo é totalmente contrário à visão holística, porque a visão holística leva em consideração as relações dinâmicas e complexas entre todas as partes do sistema.

Segundo Damasio, quando um indivíduo pensa, as ações e os sentimentos estão igualmente em relação com os pensamentos. Enquanto esse mesmo indivíduo desencadeia uma ação, ela presta atenção no resultado e possui sentimentos com relação à ação e ao pensamento. Quando um homem sorri, se o sorriso é sincero e verdadeiro com sentimentos de alegria, ele ativa certas regiões do cérebro. Se o sorriso é não espontâneo, ele ativa outras regiões do cérebro. Então uma mesma ação aparente está relacionada à diferentes sentimentos em função da intenção ou de um pensamento diferente. Não tem como se separar as ações dos sentimentos e dos pensamentos. Tudo é uma coisa só, um conjunto. A energia é um espelho deste conjunto. Ela reflete a ação, o sentimento e o pensamento. Por reflexividade, a alteração de qualquer um destes aspectos alteraria os demais. Dessa forma, a energia teria um papel fundamental em nossas vidas. Ela reflete todo o funcionamento de nosso corpo, bem como suas ações, seus pensamentos e seus sentimentos. Num nível mais profundo, a física quântica prova que a mente humana não somente observa a realidade, mas ela também a constrói. Um pensamento e um sentimento humano criam campos eletromagnéticos que alteram nosso DNA e este altera as vibrações das partículas ao seu redor. O pesquisador Gregg Braden apresenta muitos estudos a esse respeito. Percebemos então que a consciência, o autoconhecimento e o domínio dos seus próprios campos biomagnéticos são um todo e interagem em conjunto. O desenvolvimento de um desses aspectos interfere diretamente no desenvolvimento dos outros, ou seja, pensamentos, sentimentos, alimentação e modo de vida influenciam diretamente nossa saúde e nossa vida.